Assessoria à Estação de Tratamento de Água de Pinheiral – CEDAE

Em dezembro de 2016, o Professor Dr. Marcos Vianna prestou assessoria técnica à empresa Sanevix Engenharia Ltda, especificamente a um Decantador pré-fabricado destinado à Estação de Tratamento de Água.

O referido Decantador foi fornecido para a CEDAE, juntamente com um sistema de Filtros, e instalado na cidade de Pinheiral, RJ, com o objetivo de ampliar a capacidade de tratamento de ETA existente. A assessoria permitiu colocá-lo em marcha e introduzir melhorias nessa unidade de tratamento, que lhe permitiram operar satisfatoriamente, dentro do desejado pela equipe técnica da CEDAE.

Nas fotos acima, observam-se: esquerda: aspecto do Decantador em operação; direita: prof. Marcos Vianna examina a qualidade da água floculada.

img-20161228-wa0010

Na foto acima, observa-se, da esquerda para a direita: engº Ayres Nogueira, fiscal de Obras da CEDAE, engº Gabriel França, da Metalquip Comercial Ltda, empresa que comercializou a ETA; prof. Marcos Vianna; engº Elivaldo  Gil, Consultor de Projetos da Diretoria de Interior da CEDAE; sr. Paulo Silva, Operador da ETA Pinheiral, da CEDAE; engª Flávia Vitoi, da Sanevix Engenharia Ltda, empresa fornecedora da ETA.

Assessoria ao Sistema de Abastecimento de Água de Monte Alegre de Minas

Durante o ano de 2016, o Professor Dr. Marcos Vianna prestou assessoria técnica à Prefeitura Municipal de Monte Alegre de Minas, especificamente em sua estação de tratamento de água.

A assessoria permitiu introduzir melhorias nessa unidade de tratamento, permitindo-lhe operar satisfatoriamente, de modo a produzir água tratada dentro dos padrões propostos pela legislação brasileira para água potável.

 

Na foto à esquerda, o professor Marcos aparece em companhia da engenheira química Mariana Cabral (esquerda) e da bióloga Priscilla Assunção (direita), funcionárias da Prefeitura Municipal e responsáveis pela operação da ETA. Na foto ao centro, o professor aparece acompanhado do engenheiro Reginaldo Ferreira, secretário de Obras, Habitação e Manutenção dos Serviços Públicos do município.Na foto à direita aparece uma vista parcial da estação de tratamento de água, com o decantador à esquerda e os filtros à direita.

 

 

Artigo: Produção de lodo em ETA

Em sua edição de dezembro de 2016, a revista Hydro  publicou o artigo Anteprojeto de unidades de tratamento de rejeitos de ETA com bolsas geotêxteis , de autoria do professor Marcos Vianna, em co-autoria com o engenheiro Bernardo Ornelas Ferreira e o professor José Caetano Moreira Filho.

capa-revista-hydro

O artigo destaca a elaboração de projetos de UTRs para duas ETAs mineiras, ambas de pequeno porte. Nas duas, as bolsas de geotêxtil foram escolhidas como processo destinado à desidratação e acondicionamento provisório do lodo gerado.

Ressalta que o destino final do lodo desidratado ainda constitui uma incógnita. Seu aterro ainda parece ser o caminho natural, desde que executado levando em conta as peculiaridades referentes a cada lodo em particular.

Palestra: Unidades de Sistemas de Abastecimento de Água

No dia 28 de outubro de 2016, o Professor Dr. Marcos Vianna ministrou palestra promovida pela Companhia de Saneamento de Minas Gerais – COPASA – sobre Unidades de Sistemas de Abastecimento de Água, no auditório de sua sede em Belo Horizonte, Minas Gerais.

A palestra foi direcionada para técnicos responsáveis pelo projeto e fiscalização de projetos de sistemas de abastecimento de água. O objetivo foi permitir aos participantes nivelar conhecimentos, trocar informações e uniformizar procedimentos adotados em suas atividades profissionais. A duração da palestra foi de 4 horas.

Curso: Projeto de Sistemas de Abastecimento de Água

Nos dias 4, 5 e 6 de outubro de 2016, o Professor Dr. Marcos Vianna ministrou curso promovido pela Agência Reguladora de Saneamento Básico do Estado da Bahia – AGERSA – sobre Projetos de Sistemas de Abastecimento de Água, em sua sede em Salvador, Bahia.

O curso foi direcionado para técnicos responsáveis pela fiscalização de sistemas de abastecimento de água. O objetivo foi permitir aos participantes estudar a teoria e a prática dos seus diversos componentes, permitindo-lhes, em linhas gerais, verificar se atendem às disposições das normas brasileiras. A carga horária total foi de 24 h.